TRABALHO ACADÊMICO – NOTA: 98

O Hospital da Mulher (HM), localizado em Salvador, na Bahia é considerado a maior unidade especializada no atendimento à saúde da mulher do Norte-Nordeste do Brasil e referência em saúde pública. De acordo com a Sesab (Secretaria da Saúde do Estado da Bahia), desde sua fundação em 2017, já realizou cerca de 650 mil atendimentos e 27 mil cirurgias.

Com 136 leitos, sendo clínica médica, clínicas cirúrgicas e UTIs, a unidade atende exclusivamente o público feminino, a maioria do interior do estado, um total de 60% que antes não tinham o atendimento adequado nas emergências municipais, dificultando o diagnóstico e tratamento como é o caso das pequenas cidades divididas entre núcleos regionais, onde a cidade base com hospitais de grande porte, na maioria das vezes sem leitos, recebem as pacientes das demais cidades pertencentes ao núcleo.

O segundo maior hospital do Brasil especializado em saúde da mulher e maior do Norte-Nordeste (Foto: Alberto Coutinho/GOVBA)
O segundo maior hospital do Brasil especializado em saúde da mulher e maior do Norte-Nordeste (Foto: Alberto Coutinho/GOVBA)

Com o HM, a mulher passou a ser beneficiada com exclusividade no atendimento, garantindo diagnóstico e tratamento precoce, além de outros serviços como o AME que atende mulheres, adolescentes e trans, a partir de 12 anos de idade, que foram expostas a abuso sexual. O atendimento é por meio de agendamento, bastando apenas procurar a secretaria municipal de saúde, para então ser encaminhada para Salvador. Já o AME não precisa de agendamento e funciona 24 horas por dia.

Para a coordenadora do serviço, Lorena Marchesini, “o AME é um desafio por si só, porque sexo ainda é tabu na sociedade e a violência sexual ainda mais. Somos uma equipe multidisciplinar, estamos e temos que estar sempre em sincronia, pelo bem da paciente com escuta diferenciada e especializada, ajudando essas mulheres a superar essa fase”, destaca.

O serviço AME funciona 24 horas. Na foto: adolescente sendo atendida por psicóloga durante o Carnaval 2019 (Foto: Paula Fróes/GOVBA)
O serviço AME funciona 24 horas. Na foto: adolescente sendo atendida por psicóloga durante o Carnaval 2019 (Foto: Paula Fróes/GOVBA)

A mulher ainda conta com serviços itinerantes, Saúde Sem Fronteiras, Mutirão de Cirurgias e Unidade Móvel, que percorrem o território baiano com o objetivo de reduzir as filas de espera nos hospitais, mediante solicitação das prefeituras. O Mutirão de Cirurgias atende homens e mulheres que estão na lista de espera do SUS para procedimentos cirúrgicos.

*Barreiras é a cidade referência no Oeste da Bahia, com Hospitais de Grande Porte, atende as cidades da Região de Saúde, do Oeste, do Vale do São Francisco e casos específicos dos estados: Piauí, Maranhão, Goiás e Tocantins. Divisão de núcleos regionais e região de saúde – fonte: Secretaria da Saúde do Estado da Bahia (Sesab) – Créditos: Adamy Gianinni
*Barreiras é a cidade referência no Oeste da Bahia, com Hospitais de Grande Porte, atende as cidades da Região de Saúde, do Oeste, do Vale do São Francisco e casos específicos dos estados: Piauí, Maranhão, Goiás e Tocantins. Divisão de núcleos regionais e região de saúde – fonte: Secretaria da Saúde do Estado da Bahia (Sesab) – Créditos: Adamy Gianinni

Unidade Móvel do Hospital da Mulher facilita a prevenção e o combate do câncer de mama e de colo do útero

Hospital da Mulher Móvel atendendo cidade do interior do estado (Foto: Gustavo Urpia/ Divulgação)
Hospital da Mulher Móvel atendendo cidade do interior do estado (Foto: Gustavo Urpia/ Divulgação)

A taxa de mortalidade de câncer de mama no Brasil é baixa, totalizando 16,6 casos por 100 mil mulheres em 2018 (dados de projeção da população feminina segundo Unidade da Federação), porém a taxa de incidência é alta, mas o diagnóstico na fase inicial garante um tratamento mais eficaz e é esse o objetivo da Unidade Móvel do Hospital da Mulher.

Equipada com dois consultórios ginecológicos e um mamógrafo, percorre os 417 municípios baianos realizando o preventivo entre mulheres de 25 a 64 anos e mamografia entre mulheres de 40 a 69 anos, atendendo até 160 preventivos e 70 mamografias por dia e já atendeu 50.474 mulheres entre 2017 a 2019.

“Muitas mulheres que foram e estão sendo contempladas por esse serviço itinerante nunca fizeram um preventivo ou mamografia antes”, afirma Lamartiny Gonçalves, gerente de enfermagem do HM.

Graduado em Jornalismo 🎓❤️, pós-graduando em:
• Gestão de Mídias Digitais
• Produção Audiovisual para Web
Fotógrafo, escritor iniciante e profissional de TI.
O conhecimento é tudo! 🦉